Revolta em Correios Cria a Posibilidade de Mais Protestos em Outras Corporações Estatais

Petrobras é novamente o centro de atenção nos meios de comunicações do Brasil. No entanto, a notícia não está mais relacionada com corrupcao, mas com a possibilidade de greve na corporação estatal. Atualmente, os trabalhadores da corporação estatal Correios encontram-se em protesto desde o dia 10 de Setembro. Aquele movimento se deve a uma negociação inconclusiva de salários entre trabalhadores e funcionários do estado e a venda de ativos da Petrobras, Eletrobras, e Correios. É por isso que os indivíduos que ocupam tais posições expressaram seu apoio para encontrar um acordo rápido entre as duas partes. Eles querem chegar a um acordo o mais rápido possível porque eles estão cientes do impacto que essas empresas estatais têm na estabilidade econômica e no crescimento do país. Em outras palavras, o Brasil não pode se dar ao luxo de perder os serviços fornecidos pelas corporações mencionadas anteriormente nem por um curto período de tempo. Se essas três empresas estivessem em greve, isso causaria instabilidade econômica que será inevitavelmente seguida por um aumento no desemprego no país.

Sede da Petrobras no Rio de Jainairo, Brasil.

Para mais informações visite Folha de S.Paulo.

This entry was posted in Economia, Luciano. Bookmark the permalink.

1 Response to Revolta em Correios Cria a Posibilidade de Mais Protestos em Outras Corporações Estatais

  1. Sofia Cardona-Diaz says:

    Eu acho que o tema deste artigo é muito interessante. O systema economico que esta ativo no Brasil me lembra muito ao que tem place nos Estados Unidos. Isto é interessante por que no seculo 20, o governo brassileiro queria que o país for a mais como os Estados Unidos no aspect da economia. Agora que se paracme, o Brasil corre o risco que o systema falhe.

Leave a Reply