O regresso da moda em Angola

Alguns dos muitos modelos novos e jovens selecionados para a “Moda Angola” deste ano.

No artigo recente de Matadi Makola no Jornal de Angola, ela comenta os próximos debates e competições de moda que estão a ser realizados em Angola com a esperança de revitalizar o mercado da indústria da moda e têxtil para o país. Ela discute o tema dos debates e desfiles de moda para mostrar marcas nacionais angolanas e empresas têxteis para tentar trazer o foco do vestuário do país de volta às suas raízes e reabrir a indústria/mercado têxtil há muito fechado em Angola. Outrora um centro internacional de produção de algodão, Angola tem visto uma mudança no seu envolvimento com os têxteis e encontrou até as suas próprias roupas e vestimentas tradicionais sendo produzidas em maiores quantidades em países como o Japão. Com tantos desempregados, Makola discute o potencial de emprego e começa a reabrir o mercado de trabalho através da reintrodução da manufatura têxtil em Angola. Além disso, as agências que realizam os desfiles de moda estão a procurar modelos iniciantes com pouca exposição para ajudar a trampolim para carreiras mais brilhantes. A escolha é das estilistas, com a maioria dos novos e futuros estilistas sendo selecionados para mostrar o espírito angolano nos seus projetos.

Para ler mais detalhes sobre isto evento, pôde clicar aqui.

 

This entry was posted in Estilo de Vida. Bookmark the permalink.

1 Response to O regresso da moda em Angola

  1. jramado says:

    Este artigo foi muito fascinante. Foi interessante ler sobre a indústria da moda e têxtil em Angola. Era um assunto que eu não conhecia muito. Além disso, gosto de como o artigo começa a trazer para a conversa a ideia de economia. Estou animado para ver o que acontece a seguir nessa história continua a se desenrolar.

Leave a Reply