Controvérsia nas Salas de Aula

Na Escola Secundária Rainha Dona Leonor, em Lisboa, um professor foi acusado de agredir um aluno. Isso foi causado porque o professor ficou irritado com o fato de o aluno estar ao telefone durante o horário das aulas. Considerando a gravidade da situação, o instrutor foi imediatamente suspenso e as autoridades foram contatadas para continuar com as repercussões legais de tais ações.

Esta questão controversa provocou um debate em andamento sobre se as crianças devem ser punidas na escola ou se é dever dos pais fazê-lo. Sónia Calheiros, jornalista da Vision, desenvolveu uma crítica sobre esse assunto, onde afirma que é ilegal punir fisicamente crianças desde a década de 1960. Além disso, ela fornece testemunhos de especialistas, onde afirmam que as punições físicas são ineficazes. Obviamente, nada de bom pode resultar em punir as crianças dessa maneira. Portanto, pais ou guradianos legais são os únicos indivíduos que podem punir fisicamente seus filhos; até certo ponto. No entanto, qualquer pessoa deve ser desencorajada a fazê-lo, porque está provado que não apresenta resultados positivos. 

Para mais informações, clique aquí.

 

 

 

 

 

This entry was posted in Educação, Luciano. Bookmark the permalink.

1 Response to Controvérsia nas Salas de Aula

  1. jramado says:

    Ler este artigo e interessante porque fala sobre o tema muito semelhante a meu artigo onde fale sobre a violência que os professores vivenciam nas escolas. Este artigo nos do outro lado do que pode estar passando nas escolas em Portugal. Eu acho que sempre e importante tenha mais de um lado do uma conversação.

Leave a Reply