Raça e Identidade

Dada a recente incremento de refugiados do Oriente Médio que tentam chegar à Europa, muitas pessoas têm questionado o significado de suas identidades, eo que significa ser de um determinado lugar ou ser de uma nacionalidade específica. Nesta peça do Globo, José Eduardo Agualusa escreve sobre como os portugueses são os descendentes de judeus, árabes e negros, uma noção que ataca a idéia de diferença racial e religiosa que algumas pessoas estão usando para evitar aceitar refugiados. Ao argumentar que Portugal (e, ipso facto, o Brasil, que o autor relata é ainda mais desvairada) é composto de raças que são bodes expiatórios comuns na Europa, ele tenta humanizar a situação para as pessoas que não estão convencidas sobre a situação dos refugiados que estão tentando escapar violência e pobreza. Como você pode virar as costas para pessoas cujos ancestrais poderiam ter sido amigos com os seus antepassados?

This entry was posted in Brian and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

1 Response to Raça e Identidade

  1. Alexa Palomo says:

    Entendo a sua perspectiva sobre esta ideia de exclusão sem sentindo, no senso de excluir estes refugiados que compartilham um parte de nossa identidade. Por quanto injusto seja, o tema de raça e identidade é ainda sensível neste dia e tempo e as pessoas tem sentimentos fortes sobre raça. Eu acho injusto recuar estes refugiados, mas tambem entendo a resistência de deixar uma multidão de gente entrar nos seus países.

Leave a Reply